Tratamento do Crack

Tratamento do Crack. Chegamos a Um dos Assuntos Mais Delicados de se abordar.

A dependência química é uma doença crônica e recidivante em que o uso continuado de substâncias psico ativas provoca mudanças na estrutura e no funcionamento do cérebro. O consumo de Crack pode causar mudanças duradouras na estrutura e no funcionamento neuronal, que são a base das anormalidades associadas à dependência.

O Tratamento do Crack segundo o (NIDA).

1 – Nenhum Tratamento é Efetivo para todos os Pacientes

2 – O Tratamento precisa estar Facilmente Disponível

3 – O Tratamento deve Atender as Várias Necessidades e não somente ao Uso de Crack

4 – O Tratamento deve ser Constantemente Avaliado e Modificado de Acordo com as Necessidades do Paciente.

5 – Permanecer em Tratamento por Período Adequado é Fundamental para sua Efetividade

6 – Aconselhamento e Outras Técnicas Comportamentais são Fundamentais para a Eficacia do Tratamento

7 – Medicamentos são Importantes, Principalmente quando Combinados com Terapias.

8 – A Comorbidade deve ser Tratada de Forma Integrada

9 – A Desintoxicação é só o Começo do Tratamento

10 – O Tratamento não Necessita ser Voluntário para ser Efetivo

11 – A Possibilidade de Uso deve ser Monitorada

12 – Avaliação sobre HIV, Hepatites B e C e Aconselhamento para Evitar Esses Riscos são Recomendados

13 – A Recuperação é um Processo Longo e Muitas Vezes Envolve Vários Episódios de Tratamento.

O Tratamento do Crack Ideal deve ter vários tipos de abordagens, com plano de tratamento, psicoterapia, monitoramento do consumo de crack, equipe multidisciplinar e estruturas de apoio para os problemas de ordem psicossocial.

O crack é a cocaína na forma de cristal. A cocaína geralmente é obtida na forma de pó1. O crack é obtido em blocos sólidos ou cristais de cores diferentes como: amarelo, rosa-claro ou branco.

O crack é aquecido e fumado. Chama-se assim por causa do som de um pequeno estouro ou estalido quando é aquecido.

O crack, a forma mais potente da cocaína, é também o mais arriscado. É entre 75% e 100% puro, muito mais forte e mais potente que a cocaína comum.

Fumar crack permite que a droga atinja o cérebro muito rapidamente e assim dá um “barato” intenso e imediato — porém de curta duração — que dura cerca de 15 minutos. Como a dependência pode ser causada ainda mais rapidamente se a substância é fumada em vez de ser inalada (usada através do nariz), um usuário pode ficar dependente logo na primeira vez que experimenta o crack.

Por causa do custo elevado da cocaína, há muito tempo ela tem sido considerada uma “droga de ricos”. O crack, por outro lado, é vendido por preços tão baixos que, de início, até os adolescentes podem comprá-la. A verdade é que, uma vez que a pessoa fica dependente, o custo dispara em proporção direta ao aumento crescente da quantia necessária para sustentar o vício.

 (11) 95845-1591 

(No Ratings Yet)
Loading...
Artigos Relacionados >>