Dependência Química, o que é ?

Dependência o que é…

 

Dependência e seus Fundamentos

Toda a nossa vida e nossos pensamentos estava centrado em drogas, de uma forma ou outra obtendo e ou  usando e encontrando maneiras e meios de conseguir. Mais um dependente químico adicto é simplesmente um homem ou uma mulher cuja vida é controlada pelas drogas. Estamos nas garras de uma doença progressiva quê termina sempre da mesma maneira, prisões instituições a morte Narcóticos Anônimos 2006.

 

O texto retirado do texto básico de Narcóticos Anônimos ilustra o contexto no qual se encontra o indivíduo que desenvolveu a dependência química. Esse indivíduo encontra-se gravemente perturbado pelos efeitos que o uso contínuo do álcool e outras drogas pode causar. Estabelecer sobre o que é a dependência química pode ajudar o indivíduo que tem problemas devido ao abuso de substâncias.

 

O que são as drogas

Drogas são substâncias que produzem mudanças nas sensações, no grau de consciência e no estado emocional das pessoas. As alterações causadas por estas substâncias variam de acordo com as características de quem as usa, dá droga escolhida, da quantidade, frequência, expectativas e circunstâncias em que é consumida.

Esta definição inclui produtos ilegais como cocaína, maconha, ecstasy, heroína e também produtos como bebidas alcoólicas, cigarros e remédios que do mesmo modo são consideradas legais apesar de haver restrições em sua comercialização. Por exemplo: A proibição da venda de bebidas alcoólicas para menores de idade.

Áreas afetadas pelo consumo de drogas

Bio – biológica

Uma série de danos ao indivíduo. Isso inclui principalmente danos ao coração, pulmão, rins, estômago, fígado e cérebro. Apesar do grande prejuízo normalmente quando não há danos irreversíveis a parte física é a mais rápida de se recuperar. É a primeira parte a ser tratada através principalmente dá cessação da ingestão de substâncias, de uma alimentação nutritiva, atividade física, sono regular e todos os cuidados médicos necessários. Em cerca de 2 a 3 meses já não se percebe que o indivíduo fazia uso de álcool e outras drogas.

Psico – psicologia

Baixa auto-estima, descontrole emocional, pensamento distorcido, depressão e ansiedade são alguns dos danos que a droga e o estilo de vida do dependente químico causam a mente.

Social

A vida social ou seja trabalho escola família relacionamentos e etc…

Concluindo: com a progressão da doença o indivíduo começa naturalmente a selecionar ambientes que aprovam o seu consumo se afastando de ambientes saudáveis. Com o aumento do tempo necessário para uso decorrente do desenvolvimento de tolerância ele prejudica sua capacidade de trabalhar estudar ou manter qualquer atividade que exija pontualidade e disciplina. O relacionamento familiar piora no mesmo padrão em que a doença progride a família às vezes se torna um inimigo um obstáculo entre o dependente a droga.

Características comuns em pacientes que desenvolvem a dependência química.

As citações abaixo mostra algumas características comuns mas não são regras. Certamente tem pessoas que desenvolvem a dependência química. A presença ou não desses fatores na vida de um dependente químico pode variar em quantidade e intensidade.

Fatores sociais, baixa escolaridade, exclusão social, família desestruturada, ambientes permissivos, estímulos aos fatores psicológicos, abuso na infância, doenças psiquiátricas, fatores biológicos, predisposição genética e sistema de recompensa.

Possibilidade inexistente. Uma vez que é inconcebível um indivíduo com algum grau de dependência mesmo que mínimo sem que ao menos o próprio diagnóstico de dependência não seja considerado um problema.

Uso abuso. 

Não existe uma fronteira clara entre o uso e abuso. Importante ressaltar que podemos definir o uso como qualquer consumo de substâncias, seja para experimentar, seja esporádico ou episódico. O uso nocivo é definido como o consumo de substância já associado algum tipo de prejuízo biológico, psicológico ou social. E por fim. a dependência como consumo sem controle geralmente associado a sérios danos para o usuário.

Uma coisa é a pessoa intoxicar-se,  outra coisa é por estar intoxicada ou intoxicada-se frequentemente sofreu um acidente, desenvolver uma cirrose, brigar com o patrão ou com os familiares, ser detido ou detida por policiais etc… A citação a seguir representada a ampla variedade de problemas associado a dependência química e o uso abusivo de drogas e álcool, incluindo os de natureza física psicológica familiares social.

Tipos.

1 – Localizamos os indivíduos que independentemente de seus padrões de uso não apresentam indicação alguma de dependência química nem problemas associados ao uso, pensando no álcool seriam chamados bebedores sociais.

2 –  Encontramos os indivíduos cujo o padrão de uso já traz algum tipo de dano prejuízo, complicação ou problema que afeta seu funcionamento físico, psíquico, familiar ou social. No entanto não evidenciam o menor grau de dependência química seriam os usuários nocivos.

3 – Representa os indivíduos cujos padrões de ingestão acham-se evidentemente associados a danos, prejuízos, complicações ou problemas que apresentam equivocadamente algum grau de dependência esses indivíduos são os dependentes propriamente ditos

4 – É uma possibilidade inexistente, uma vez que é inconcebível um indivíduo com algum grau de dependência, mesmo que mínimo, sem que ao menos o próprio diagnóstico de dependência não seja considerado um problema.

 (11) 95845-1591 

(No Ratings Yet)
Loading...
Artigos Relacionados >>